Arquivo da categoria: Notícias

III Conferência Nacional de Economia Solidária

Entre os dias 26 a 29 de novembro ocorreu a III Conferência Nacional de Economia Solidária, em Brasília, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães. A Conferência foi precedida de conferências preparatórias temáticas, municipais, territoriais e estaduais, com o tema “Construindo um Plano Nacional da Economia Solidária para promover o direito de produzir e viver de forma associativa e sustentável”.

LOGO-CONAES

Assista ao pronunciamento de aberta da presidenta Dilma:

A 3ª Conferência Nacional de Economia Solidária contou com 1.600 delegados e foi o ponto de chegada de debates realizados, ao longo deste ano, em várias conferências municipais e estaduais e encontros nacionais com mais de 20 mil participantes. Metade dos delegados foi composta por trabalhadores e trabalhadoras de empreendimentos nascidos sob a lógica da economia solidária, associações e cooperativas. Neste ano, cerca de 65% dos participantes eram mulheres.

Para ter acesso a todo o material produzido na conferência acesse a Plataforma Participa.

Anúncios

Livros sobre Economia Solidária são lançados na Feira do Livro de Porto Alegre

No dia 11 de novembro, o Grupo de Pesquisa em Economia Solidária e Cooperativa (Grupo Ecosol) lançou dois trabalhos na 60ª Feira do Livro de Porto Alegre. As obras, “A Economia Solidária no Brasil: uma analise de dados nacionais” e “Faces da Economia Solidária no Brasil”, foram apresentadas ao público e, logo após, ocorreu a sessão de autógrafos com autores dos volumes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Confira mais fotos retiradas pelo fotógrafo Filipe no site Sccopo Fotografia


O primeiro livro revela dados do Segundo Mapeamento Nacional de Economia Solidária e da primeira Pesquisa Amostral de Sócios e Sócias de Empreendimentos Econômicos Solidários (EES). Em sete capítulos, o material proporciona uma visão geral da Economia Solidária no país, com base nas características principais dos EES e dos dados preliminares da pesquisa amostral sobre os sócios(as). O segundo livro, “As Faces da Economia Solidária no Brasil”, mostra os registros fotográficos dos entrevistadores que participaram da pesquisa amostral. Foram quase 3 mil pessoas entrevistadas nas cinco regiões do país (a versão digital desse trabalho pode ser conferida aqui).

Os livros são frutos do Projeto SIES, que teve como objetivo a atualização e ampliação do Sistema de Informação em Economia Solidária (SIES). O Projeto, desenvolvido pelo Grupo Ecosol em convênio com a Secretaria Nacional e Economia Solidária (SENAES), originou outros materiais de divulgação das pesquisas. Entre eles, o Atlas Digital, mecanismo que mostra os dados gerais do mapeamento por meio de tabelas, gráficos e mapas (pode ser acessado aqui).

Os dois trabalhos são gratuitos e distribuídos pela SENAES. Os interessados podem enviar e-mail para o endereço: dados.senaes@mte.gov.br

Fonte: Produção RILESS

Ecosol destaque no IPA

No dia 20 de Outubro ocorreu o IX Salão de Iniciação Científica e de Extensão, III Mostra da Pós-Graduação e I Salão de Iniciação Tecnológica. O bolsista Geovani Fachini da Silva recebeu destaque na apresentação do seu trabalho intitulado “Pesquisando com catadores: a sociopoética como metodologia aplicada na produção de conhecimento em Ciências Sociais”. Este trabalho é parte do projeto da professora Marília Verissimo Veronese com o nome “Inquirindo as epistemologias do Sul: saberes e práticas sociais entre catadores de material reciclável”.

Foi uma dedicação de mergulhar profundamente no projeto, estudando o marco teórico e com boas orientações que ajudaram muito. Para mim é importante pois eu gosto muito de trabalhar com isso, e é minha iniciação com esse tipo de trabalho e pretendo seguir crescendo ainda mais na carreira acadêmica. Um destaque mostra que o desempenho feito por mim e pelo grupo valem a pena.” Destaca Giovane em nota.

Geovani no IPA recebendo o certificado de destaque.
Geovani no IPA recebendo o certificado de destaque.
Parabenizamos o colega e nos alegramos com mais essa conquista para o Grupo Ecosol.

O que aconteceu?

Olá, companheirada!

Outubro iniciou repleto de atividades importantes, acontecimentos internos e externos ao Grupo.

No dia 02/10 tivemos o pré lançamento do livro “A Economia Solidária no Brasil: uma análise de dados nacionais”. A publicação é um dos frutos do Projeto SIES e revela as características da Economia Solidária no Brasil a partir dos dados coletados nos Mapeamentos da Economia Solidária e do Questionário de Sócios e Sócias.

O lançamento oficial da obra será realizada pela Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES) após o período eleitoral.

Mais informações podem ser obtidas pelo site do Projeto SIES ou da SENAES.

pré lançamento do livro
Parte da equipe de produção do Livro A Economia Solidária no Brasil.

Entre os dias 6 e 7 de Outubro na Universidade de Caxias ocorreu o VIII Encontro “Aspectos Econômicos e Sociais da Região Nordeste do RS”. Os ex-bolsistas Sylvio Kappes e Jardel Knecht juntamente com a professora Patrícia Sorgatto Kuyven submeteram o trabalho “Economia Solidária na Mesorregião Nordeste Rio-Grandense”.

Compartilhamos aqui o artigo submetido ao encontro:

ARTIGO – Economia Solidária na Mesorregião Nordeste Rio-Grandense

Bem como os slides utilizados na apresentação do mesmo:

SLIDES – Economia Solidária da Mesorregião Nordeste


No dia 14/10 a professora Marília Verissimo Veronese realizou a palestra de encarramento no curso de extensão Economia Solidária e Desenvolvimento Territorial na PUC-PR na cidade de Curitiba. Em sua fala intitulada “O papel da universidade na construção de outra economia” a professora compartilhou as ações do Grupo Ecosol e essa iniciativa integradora entre universidade, comunidade e empreendimentos de economia solidária.

unnamed
Professora Marilia Verissimo Veronese em sua fala na PUC-PR

E que mais atividades povoem nossos dias. =)

ECOSOL EM PORTUGAL

Entre os dias 10 a 12 de Julho, ocorreu em Coimbra/Portugal o Colóquio Internacional Alice.

No âmbito do projeto ALICE – Espelhos Estranhos, Lições Imprevistas: Definindo para a Europa um novo modo de partilhar as experiências do mundo, este colóquio lança um desafio aos seus participantes: se a compreensão do mundo é muito mais ampla que a compreensão ocidental do mundo, as possibilidades de emancipação social podem ser distintas das que foram legitimadas pelo cânone ocidental.

Conheça mais pelo site.

A bolsista Jéssica Wallauer participou do evento apresentando na modalidade poster o trabalho intitulado “A economia solidária no combate emancipatório à pobreza no Brasil: o desafio da intersetorialidade” sob orientação da professora Adriane Ferrarini.

Segue um pequeno relato da bolsista Jéssica sobre os dias em que esteve no Colóquio.

“Estar no Colóquio Alice é uma experiência única. O sentimento que paira no ar é de solidariedade, amizade, paz, amor. O Colóquio inicia com uma fascinante e inspiradora explanação sobre a situação global atual e as epistemologias do sul, pelo tão admirável Professor Boaventura de Sousa Santos. Ele fala da importância de reconhecer que todos os conhecimentos são válidos. Essa fala é persistente durante o congresso e as demais palestras. Tão importante quanto os conhecimentos científicos, são os que estão além desses – como Boaventura fala -, o conhecimento acadêmico é proveniente dos vencedores, mas é necessário saber também do conhecimento dos vencidos. Durante os três dias de congresso, sentimos a inquietação de todas as pessoas presentes a respeito do que se passa na vida e no mundo. Isso é evidente pelo simples fato de estar ali presente. Nas palestras, além da fala insistente da necessidade de um mundo melhor no qual os seres humanos e a natureza vivam em maior harmonia e com mais respeito, há um intenso otimismo, principalmente por parte do admirável Paul Singer, o qual foi merecidamente homenageado no congresso, emocionando a todos com suas belas palavras de agradecimento e otimismo. Singer fez uma excelente observação, dizendo que se fosse necessário utilizar um novo nome para Economia Solidária, chamaria de: Economia Comunitária, pois a relação entre as pessoas é de extrema importância para que se obtenha um mundo melhor. Resumo o Colóquio como uma travessia de limites, um espaço onde transborda conhecimento e troca de experiências, mostrando-nos o mundo de sua forma diversa e imensa, porém alcançável. Se fosse necessário utilizar apenas uma palavra pra descrever a experiência no congresso e o que trouxe comigo dele, seria: ESPERANÇA. Um mundo melhor é possível, e não estamos sozinhos lutando por isso! “Um mundo onde caibam tantos outros mundos.” (Boaventura de Sousa Santos).”

MENÇÃO HONROSA NA MIC UNISINOS

MIC UNISINOS

Entre os dias 26 a 29 de Maio ocorreu na Unisinos a XXI Mostra de Iniciação Científica e Tecnológica da Unisinos. Com o objetivo de promover a troca de conhecimentos entre estudantes que participam de Programas de Iniciação Científica e Tecnológica de Instituições de Ensino Superior públicas, privadas e/ou comunitárias o evento contribuiu para o intercâmbio de pesquisas e experiências entre pesquisadores em formação.

A mostra foi um espaço de palestras, divulgação de oportunidades de trabalho e compartilhamento de ideias e soluções.

Os bolsistas do Grupo ECOSOL estiveram presentes neste evento e é com muita alegria que registramos 3 trabalhos com Menção Honrosa. A Menção Honrosa é dada aos participantes que  atingirem nota de 95 a 100 em critérios de avaliação realizadas pelos professores convidados a serem banca avaliadora, desenvoltura, domínio do conteúdo e poder de síntese são alguns exemplos de critérios avaliados.

Parabéns aos alunos Bruna Pedroso, Jardel Knecht e Jéssica Wallauer pelo ótimo desempenho na XXI MIC UNISINOS.

 

Conheça o site da MIC aqui.

Confira a lista de trabalhos com Menção Honrosa aqui.

Seminário revelou dados do Sistema de Informação em Economia Solidária


Evento revelou os dados do Segundo Mapeamento Nacional de Economia Solidária e de pesquisa sobre perfil dos sócios e sócias dos empreendimentos econômicos solidários.


Imagem

No último sábado, dia 11, encerrou-se, em Florianópolis, Santa Catarina, o Seminário Nacional de Divulgação e Avaliação de resultados dos Dados do Sistema de Informações em Economia Solidária (SIES). O encontro teve início na quinta-feira, dia 8. Na ocasião foram apresentados os dados do Segundo Mapeamento Nacional de Economia Solidária e os resultados da pesquisa amostral sobre o perfil dos sócios e sócias dos empreendimentos econômicos solidários.

Estiveram presentes no encontro representantes da Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES) e de várias entidades, como o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a Unitrabalho, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), a Rede de Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares (ITCP), a Unisol, o Instituto de Pesquisa em Economia Aplicada (IPEA) e o Grupo de Pesquisa em Economia Solidária e Cooperativa, da Universidade do Vale do rio dos Sinos, responsável pelo tratamento e análise das bases de dados de ambas as pesquisas. O encontro também contou com a participação de mais de 20 entrevistadores que atuaram no Segundo Mapeamento e na pesquisa amostral.

A intensa programação do evento iniciou com a exposição dos resultados gerais do Segundo Mapeamento. Foram apresentados números da demografia nacional e setorial, divisões de tipologias, processo de gênese e de desenvolvimento dos Empreendimentos de Economia Solidária, além da avaliação geral dos procedimentos e experiências do Mapeamento. Valmor Schiochet, Diretor do Departamento de Estudos e Divulgação da SENAES, destacou o Primeiro e Segundo Mapeamento como iniciativas importantes na consolidação da identidade no campo de Economia Solidária no país.

Os dados da pesquisa amostral sobre o perfil dos sócios e sócias dos empreendimentos também foram apontados no evento. A pesquisa foi realizada ano passado e teve 2.895 trabalhadores da Economia Solidária entrevistados, abrangendo quase todos os Estados brasileiros. Além dos números apresentados, os entrevistadores presentes relataram as experiências e impressões vividas em campo durante a realização da pesquisa. “Esse trabalho eu faria permanentemente, pois foi muito rico e gratificante”, revelou Miriam Abe Alexandre, entrevistadora de Santa Catarina. O coordenador da pesquisa, professor da Unisinos, Luiz Inácio Gaiger ressaltou a importância de abordar a realidade dos trabalhadores da Economia Solidária. “Trata-se da primeira pesquisa abrangente sobre a vida dos integrantes natos da Economia Solidária, aqueles que resolveram criar e manter empreendimentos solidários. Conhecer suas condições de vida e suas motivações nos ajudará a entender melhor esse campo de práticas”, afirmou o professor.

O encontro, além de revelar resultados, mostrou que através das bases de dados e de suas análises, ações podem ser realizadas para potencializar a pesquisa e a formulação de políticas públicas sobre a Economia Solidária no Brasil. Os resultados dessas pesquisas poderão ser conferidos através do Portal SIES (sies.ecosol.org.br), de um Atlas Digital, que poderá ser conferido futuramente no Portal e no site da SENAES, e de um livro com previsão de lançamento para o final de julho.

Imagem

Ao longo deste mês ampliaremos mais os debates aqui, destacando temas e vivências desses dias. Nosso muito obrigado a todos e todas que se envolveram, viveram e supreenderam com o seu trabalho nas pesquisas.

GALERIA DE FOTOS DO ENCONTRO