Novas caras, novos ares, novidades!

Boa tarde, amigos ecosóis!

Hoje vamos usar uma linguagem menos formal que a da postagem anterior. Sabemos que existem assuntos que demandam uma escrita mais formal a fim de registrar a relevância de tal ocorrência, ainda mais quando trata-se de uma solene ocorrência como o Álbum de fotos e o Atlas Digital. Ambos produtos, oriundos de intenso trabalho, principalmente no mês de Julho. Acontece que o início de Agosto tem um “quê” de leveza, pelos bons ventos de mudanças que sopram sobre o Grupo ECOSOL.

Esses ventos de mudanças vão desde a mudança no time de bolsistas de iniciação científica à troca de Coordenação Geral deste grupo de pesquisa. A professora Adriane Ferrarini, fica no lugar do professor Luis Inácio Gaiger na Coordenação do Grupo ECOSOL, em função de sua viagem para realizar seu Pós Doutorado.

No dia 01 de Agosto, houve uma confraternização entre alguns integrantes do Grupo, especialmente quem esteve envolvido nos trabalhos do Projeto SIES para um momento de “até logos”, “sucesso”, “seguimos juntos, mesmo distantes”. Um sentimento de pertencimento inunda aqueles que passam por esse grupo, e a tristeza até se despede quando lembramos que grandes conquistas aguardam a cada um que do seu jeito marcou sua presença nesse espaço.

Foto ECOSOLJanta Grupo ECOSOL

Entre os dias 4 e 6 de Agosto, o grupo recebeu a visita da pesquisadora francesa Isabelle  Hillenkamp do Institut de Recherche pour le Développement, na França. Foi uma visita muito rápida para o tamanho dos anseios tanto de Isabelle em conhecer a realidade da Economia Solidária no Brasil, quando do grupo em conhecer sua realidade, principalmente na Bolívia, país onde passou cerca de cinco anos realizando pesquisa sobre Economia Solidária. Nesses dias, ela pode se aproximar brevemente do que anda sendo feito no município de Canoas (veja na matéria no site da prefeitura) assim como compartilhar sobre a sua pesquisa com alguns bolsistas do grupo.

bolsistas e isabelleIsabelle e novos bolsistas ECOSOL – Economia Solidária na Bolívia

No dia 8, sexta-feira, recebemos notícias do professor Gaiger, já instalado em Montreal, no Canadá, com um caloroso e-mail, o qual reproduzimos parte aqui: “Esse Grupo é como um porto seguro, mas não estático: uma nave em movimento no espaço sideral, na qual todxs podem aportar com segurança, para descansar, recuperar energias e reencontrar seus queridxs. Estamos em viagem, todxs! […] não se trata de vocês terem um potencial: vocês estão acontecendo!”.

São com todos esses acontecimentos que iniciamos mais um semestres. Confiantes que somos apenas uma parte de toda essa ciranda dançada pelas diversas pessoas que compõem, mundo a fora, essa outra economia: plural, solidária, diversa, popular.

Bem-vindo, 2º semestre!

Álbum digital “As faces da Economia Solidária no Brasil”

Foi lançado, na última quarta-feria, dia 30 de julho, o livro de fotografias “As faces da Economia Solidária no Brasil”. O álbum, disponível em versão digital, foi criado pelo Grupo de Pesquisa em Economia Solidária e Cooperativa (Grupo Ecosol), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

O álbum é resultado de registros fotográficos realizados por mais de sessenta entrevistadores que participaram de uma pesquisa amostral sobre as sócias e os sócios de empreendimentos econômicos solidários, realizada em 2013 nas cinco Regiões do país. A pesquisa faz parte do Projeto SIES, cuja finalidade é aprofundar o conhecimento sobre o perfil dos integrantes de empreendimentos econômicos solidários.

O coordenador do Projeto, professor Luiz Inácio Gaiger, ressaltou a importância dessa pesquisa e a elaboração do livro de fotografias. “Graças à excepcional disposição dos entrevistadores e à boa-vontade e acolhida dos entrevistados, homens e mulheres que fazem a Economia Solidária acontecer, conseguimos realizar uma pesquisa inédita no Brasil, visitando as paragens mais distantes, os lugares mais recônditos do nosso território. Com isso, captamos a realidade, a voz e os rostos de pessoas que fazem da solidariedade seu meio de vida e sua força de perseverança”.

O Projeto SIES, desenvolvido pelo Grupo Ecosol, em convênio com a Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES), teve como um de seus objetivos, além da ampliação do Sistema de Informações em Economia Solidária (SIES), através da pesquisa amostral, a análise de consistência da base de dados do Segundo Mapeamento Nacional de Economia Solidária.

O Projeto SIES resultou em vários outros produtos que contribuem para disseminação dos resultados dessas pesquisas. Como o Atlas Digital, que revela informações do SIES de forma rápida e dinâmica. Em breve, será publicado um livro, já em fase de finalização, sobre esses novos dados da Economia Solidária no Brasil.

Capa-lbum

Alegre-se conosco, acesse o link e conheça o álbum: http://sies.ecosol.org.br/album

Acesse o Atlas Digital: http://sies.ecosol.org.br/atlas

Acesse o portal do Projeto SIES: http://sies.ecosol.org.br/